domingo, 28 de junho de 2015

V Troféu Blogue Santo Huberto - Resultados


Eu confesso! Era minha intenção proporcionar a todos uma grande jornada de Santo Huberto, mas... acabei por ser ultrapassado pelos intervenientes. Não me ocorre outra forma de caracterizar aquilo que se passou ontem em Alvaiázere. E, quando assim é, acho que tudo que disser a seguir serão meros lugares comuns...
Este ano quis mudar o paradigma desta prova. Consegui em parte, mas não no todo. Desta vez queria que fossem vocês a se sentirem "homenageados". Queria agradecer aos leitores deste espaço, amantes desta bela modalidade, juízes que nos "aturam" semana após semana, postores que fazem das "tripas coração" e todos os concorrentes que fazem parte deste "circo" que é o Santo Huberto. E até estava a correr bem... até que no fim, me deixaram (mais uma vez), sem palavras. 
Aguardei, propositadamente, que passasse algum tempo antes de escrever este post. Não queria que a emotividade daquele momento toldasse a minha objectividade e discernimento. Mesmo assim, não vai ser fácil.

V Troféu Blogue Santo Huberto
Presentes: 32 concorrentes.  
Juízes: José Pedro Leitão, Joaquim Rosa, Paulo Filipe e Mafalda R. Leitão (tirocinante).
Local: Clube de Caçadores do Concelho de Alvaiázere.
Hora da concentração: 7.00h
Início da prova: 8.00h
Término da prova, após barrage: 13.20h

Formadas três séries, com o sorteio a ser feito "passo a passo", após a saída dos juízes para os campos.
Campos excelentes para a prática da modalidade, planos, compostos, por olival, pousio e algum carrrascal, mas com optimas características para o Santo Huberto.
Temperatura: tempo muito quente e seco,  com vento moderado, a variar entre NE e N e a atingir os 34° à hora da barrage.

Classificações:

Série A (Juiz José Pedro Leitão)
1º Rui Martins
2º Jorge Silva
3º António Matias
4º Rui Pinto
5º José Silva
6º Flávio Fernandes
7º Sérgio Fernandes
8º Pedro Carvalho
9º Tiago Lopes
10º César Sousa
11º Vítor Almeida

Série B (Juiz Joaquim Rosa)
1º Marcolino Pedro
2º Rui Bonito
3º João Pereira
4º Paulo Veloso
5º Sílvio Pires
6º Carlos T. Gragera
7º Luís Delgado
8º Maximino Barbosa
9º David Faria
10º António Alves
11º João Simões (retirou)

Série C (Juízes Paulo Filipe e Mafalda R. Leitão)
1º Alberto Henriques
2º André Costa
3ª Fernando Henriques
4º Correia da Silva
5º Paco Lopez
6º Pedro Cassiano
7º José Marques
8º Paulo do Vale
9º Nuno Balico
10º Carlos Pires

 Barrage:
1º Alberto Henriques, BA
2º Rui Martins, BA
3º Marcolino Pedro, SI






















O almoço, que se transformou num autêntico "rodízio" de comida tradicional das várias regiões, foi estilo "partilhado", por todos os intervenientes. Nada faltou! Desde a tradicional Cabidela de Pica no Chão do Minho, até ao Leitão da Bairrada e a Mariscada da região do Oeste. A "pomada" então nem se  fala! Tenho a certeza que ninguém saiu de lá com dores...


Um homem sem memória, é um homem sem futuro. Por isso,  tinha obrigatóriamente de homenagear a pessoa responsável por estarmos ali naquele momento. Aquele que foi o mentor e organizador da primeira edição deste Troféu. Refiro-me ao Paulo Veloso Marques.





Não podia deixar de o referir e prestar uma singela homenagem aquele que, sem exemplo, organizou a primeira e segunda edição do Troféu Santo Huberto. Também não foi esquecido o meu amigo Emílio Sá, que se disponibilizou e apoiou, desde logo, essa iniciativa.



Assim, os meus agradecimentos a todos aqueles que, de uma forma ou de outra, se associaram, contribuiram e ajudaram a que este evento se realizasse: Rita Branco (minha mulher), Rui Pinto e Luís Guerreiro. Este último, na qualidade de presidente do Clube de Caçadores do Concelho de Alvaiázere, que juntamente com o seu staff e colaboradores, deu uma imprescindível ajuda nesta organização. Sem ele(s), nada disto teria sido possível.



Um agradecimento especial aos amigos espanhóis que nos honraram com a sua presença e abrilhantaram esta prova, os campeões: Paco Lopez e Carlos Tiburcio Grangera. Fizeram muitos Kms para poderem estar presentes, mas não quiseram deixar de passar um dia de convívio com os seus irmãos santo hubertistas portuguêses.
Um agradecimento pessoal aos juízes (que pagaram para lá estar!), aos postores, ao staff do CCC de Avaiázere e a todos os concorrentes.

No encerramento tivemos uma notícia em primeira mão: a VI edição deste Troféu será em Carregal do Sal.
Não gostando de dizer "adeus", despeço-me com um "até breve" e, acima de tudo, com um enorme MUITO OBRIGADO!