segunda-feira, 27 de junho de 2016

Prova de Beneficência a favor da APACA, Cadaval - Resultados



Após várias e atribuladas situações que são do conhecimento de todos, com muita vontade de ajudar quem quer ser ajudado,  realizou-se no passado sábado, no Cadaval, a Prova de Beneficência a favor da APACA, Associação Portuguesa de Apoio à Criança Abandonada. Esta instituíção, sediada no norte do país, tem como missão ajudar crianças abandonadas, desfavorecidas e com deficiências motoras e/ou intelectuais. Em boa hora o fizemos!



A concentração teve lugar no Cadaval, onde foram chegando os concorrentes, juízes, organizadores, postores, acompanhantes, etc, etc, vindos de todas a zonas do país. Foram muitos aqueles que responderam à chamada e muitos outros que, na impossibilidade de estarem presentes, contribuiram também através de donativos, aquisição de rifas e até com o valor da inscrição na prova.





Mais uma vez o município do Cadaval se associou a uma inicitiva dos caçadores e cedeu as suas fantásticas instalações do Pavilhão Multiusos, onde se viria a fazer o almoço e a entrega de prémios.




Se eu tivesse que caracterizar esta iniciativa, diria (tão simplesmente), que foi uma prova feita com Coração!
Os acontecimentos que a antecederam, apenas a tornaram maior em termos de vontade.


Presentes 48 concorrentes, que foram distribuídos por 6 campos, julgados pelos juízes, Manuel Brás, José P. Leitão, Joaquim Rosa, Vitor Serrano, Paulo Filipe, Samuel Lourenço e Sandra Esteves.

Os campos eram bastantes típicos daquela região do Oeste. Nesta época do ano a vegetação não ajuda, porém houve a preocupação de ser cortada nas zonas de maior dimensão, de forma a que as provas pudessem ter o nível de desempenho adequado.



O tempo esteve fresco, com vento constante. A boa orgânica da organização permitiu que esta fluisse rápidamente e acabasse antes da hora de maior calor.
Conforme tinha sido acordado, não haveria barrage, sendo a classificação final definida pela pontuação alcançada pelos primeiros de cada série.



Classificação:

1º Rui Bonito, BF
2º André Costa, BA
3º Pedro Carvalho, BA
4º Fernando Henriques, BA
5º Paulo Vale, PP
6º Marco Matias, EB
7º Correia da Silva, PP
8º Carlos Guilherme, EB




Troféu para o cão mais pontuado da prova: Jenny, BAF, de André Costa.
Troféu para o PP mais pontuado: Hinja do Solar do Jamor, de Correia da Silva.




Os muitos patrocínadores e apoiantes, contribuíram com vários produtos que entretanto foram engrossando a lista de prémios das rifas vendidas.


 


 

Não esquecendo aqueles a quem estavamos a dedicar esta iniciativa, também livros didacticos e infantis foram doados.






No final, após os habituais agradecimentos dos organizadores, usou da palavra o representante da CNCP, que em nome do seu presidente e pessoal, leu uma mensagem de apoio e insentivo pela iniciativa.








O momento da entrega simbólica do cheque, à Srº Presidente da APACA, D. Helena Teixeira.









Também simbólicamente, o cheque foi assinado por todos os intervenientes.




No final, já após o preenchimento, o valor foi arredondado para os 1.500€.



Será um pequeno contributo, claro, mas poderá ser uma grande ajuda para quem, dia após dia, tenta fazer das tripas coração, e servir uma franja tão sensível da nossa sociedade.
Em meu nome pessoal, obrigado APACA!




No sábado, com certeza que não fizemos história, mas tenho a certeza que fizemos algumas crianças felizes!