sábado, 16 de maio de 2009

Novidades no Santo Huberto - TAÇA da CNCP

Há novidades no que concerne ao Santo Huberto e à Confederação. Como é do conhecimento geral, houveram alterações na forma de apurar o campeão nacional de Sº Huberto. A realização de um Campeonato Nacional único, no âmbito da FENCAÇA e da CNCP, fizeram com que fosse preciso fazer algumas alterações.
Sendo este o primeiro ano, um ano zero ou de arranque, situações há que vão surgindo e permanentemente actualizadas.
No que diz respeito ao Campeonato Nacional, as coisas já estão planeadas há tempos, adoptando-se o anterior modelo da FENCAÇA, com alguns ajustes.
No caso da Confederação é que há novidades. Assim, irá realizar-se a Taça da Confederação. Esta, funcionando nos moldes do antigo campeonato, pretende juntar numa final nacional (a realizar em dois dias), os três concorrentes seleccionados pelas respectivas federações regionais, no decurso de cada campeonato regional.
Pretende-se ainda que, a final desta Taça tenha lugar no próprio ano e não no ano seguinte (como era até aqui). Este ano, a titulo excepcional e por ser ano de transição, haverão duas finais. Uma para os concorrentes apurados o ano passado e que iriam disputar a final este ano e outra para os que forem apurados este ano. Esta foi a solução encontrada para não prejudicar ninguém e poder assim arrancar este novo formato.
Em principio, a primeira final (que corresponde aos apurados do ano passado), terá lugar em Julho (18 e 19), consagrando os campeões de 2008 e a segunda (com os apurados deste ano), será em Dezembro e consagrará os campeões de 2009.
Foi o calendário possível, tendo em conta a mudança do figurino competitivo, mas que se espera que venha a dar os seus frutos no futuro. Devo salientar o importante papel da Federação de Caça e Pesca da Beira Litoral, através do Luís Pereira, que tudo têm feito para dinamizar, estruturar e arrancar com o processo. Há já a certeza de que para o ano, os calendários serão elaborados e divulgados em tempo útil.
Parece-me que há muita vontade de melhorar as coisas. Claro que na fase de arranque algumas dificuldades poderão surgir, mas acredito (pelas pessoas que sei que estão envolvidas), que brevemente teremos um calendário bem organizado, que prestigie esta nossa modalidade.